Translate

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Bye Bayer- Adeus anticoncepcional

Olá Paleosociété!!

Eu sempre falo disso no snap(paleomadame), já tem a #byebayer no insta mas mesmo assim não são todas as pessoas que possuem essas redes sociais né!


Portanto, resolvi escrever um post aqui no blog, resumindo tudo pelo que eu passei.

Vamos lá então..
Sabe aquelas menstruações que deixam as pessoas imprestáveis? Que parecia que tinha uma britadeira nas costas por 7 longos dias? Com coágulos? Com ânsia de tanta dor? Com bolsa de água quente? Com diarréia? Com fluxo de usar absorvente noturno de dia? De tomar 4,5,7 buscopans e spidufen e não adiantar nada e ser um período de inferno e dor na vida?

Então, eu também sei.

Tanto sei, que tudo que eu listei acima eu tinha. Veja bem, tinha.

Mas não foi tão simples assim. Fui à médica e ela me indicou um anticoncepcional chamado "Yaz". Segundo ela, ele era muito baixo em dose hormonal e não iria me prejudicar em nada. Iria me trazer qualidade de vida, pois devido à endometriose não era saudável eu menstruar. Cada vez que eu menstruava trazia mais problemas.
Porque uma mulher com a minha idade teria no mínimo 2, 3 filhos antigamente. Hoje não. Coisas da mulher moderna. Hum, ok.

Tomei o tal do yaz, e a princípio confesso que me senti a espertona. Dando um golpe na minha própria natureza, por não estar menstruando. 
Sim, tomava direto, todos os meses. Afinal, naquele momento, menstruar me impossibilitava de viver, de trabalhar, de fazer qualquer coisa!
Se eu não me engano comecei a tomar em 2006. Tudo lindo até então, fora as celulites que foram se acumulando, a libido desaparecendo, um desânimo..Mas ei, a cada férias (2x ao ano) eu pausava e sentia tudo aquilo de novo e voltava a tomar, afinal estava certa que aquilo era o certo.

Minha vó, com toda sua sabedoria falava que isso não estava. Que não era normal a mulher não menstruar. Que tinha que ver isso direito.
Eu só falava pra ela que a médica me explicou o negócio dos filhos e que ela não poderia estar errada quanto à isso.. Quanta ignorância da minha parte. Aliás, aprendi a não confiar em médicos, depois conto isso em um post dedicado ao hipotireoidismo, não é á toa que entendo tanto sobre o assunto.

Bem, aí virei Paleomadame.
Isso foi no início de 2014, tudo bem que eu fiz tudo de errado e você já sabe isso ao ler minha história. Mas minha evolução na alimentação, abandonar antidepressivos, remédios mil começou a criar uma pulga atrás da orelha com relação ao anticoncepcional. 

Ouvir o Dr. Barakat explicando tantas vezes sobre o assunto foi me dando mais coragem, sim, coragem. Porque morria de medo de ter toda aquela dor novamente.
Fato é, que de 2014 pra cá, com a alimentação cada vez mais limpa, cada vez mais baseada em comida de verdade sem uso de refinados foi me trazendo algo que eu bato sempre na tecla: autoconhecimento. 

Paleo me trouxe autoconhecimento como nunca. 
Não me refiro apenas ao que me alimentar, mas de maneira geral, espiritual, enfim! 
Aí que passou a não fazer mais sentido me entupir de hormônios todos os meses. Começou a me incomodar muito essa situação, comecei a ficar irritada. Não fazia mais sentido, eu com uma alimentação super limpa ainda nessa de anticoncepcional. Eu queria me livrar de uma vez!

Não cheguei nessa conclusão do nada. A cada pausa nas férias eu percebia cada vez menos dor, menos incômodos e sentia que eu estava vivendo normalmente. Era questão de tempo até eu ficar sem dor nenhuma. E de fato, assim foi.

Em janeiro de 2016, marquei uma consulta com a minha médica e expus a situação. Ela falou pra fazermos um teste, onde eu escolheria se preferia a dor ou o inchaço. 
Em fevereiro dei o que seria minha última pausa.
Nenhuma dor, poucos dias e pouco fluxo.

Fiz esse post no instagram na época: Bye Bayer

Eu nem sei bem por onde começar esse post! Fato é que eu iria escrevê-lo semana que vem, após meu retorno com a ginecologista. Mas vendo os snaps do @doutorbarakat (um dos poucos médicos que trabalha com o que eu acredito: mind, body and soul❤️) eu tomei coragem pra escrever já! Com a esperança que isso ajude tantas pessoas quanto for possível, de verdade! Eu tomei pílula por muitos anos. Pílula continua. Yaz (porque é pouco hormônio 🙄😒) e eu quando podia pausar (por conta de enormes dores nas costas, enjôos, coágulos, mil buscopans, spidufen, bolsa de água quente..ou seja, nas férias. Sim eu usava minhas férias pra isso.😒🙄) ainda assim sentia dores e a certeza de que a endometriose estava lá. Mas a pílula deveria tratar minha doença. Só que ela não faz isso, ela mascarou. E assim foi indo até que eu já não aguentava mais tomar esse veneno.. E com um estilo de vida baseado em comida de verdade, ficar se entupindo de hormônio ia contra tudo que eu acredito. Até que 3 meses atrás eu fui na minha médica e relatei tudo. Falei do câncer de mama, trombose, libido, inchaço, celulites.. Tudo. E ela continuou afirmando que a pílula era minha única salvação: "faz um teste. Veja se você prefere inchaço ou dor. Daí daqui 3 meses você volta e me conta." Bom, aí que 3 meses depois eu estou aqui pra dizer que: ☝️me sinto ótima, ☝️minhas celulites diminuíram muito muito muito mesmo ☝️pela primeira vez na vida vejo meus resultados da academia ☝sequei muito depois de me livrar desse veneno ☝️não tomo pílula nunca mais. Ah, e a endometriose???🤔🤔🤔 Fui fazer um exame e a médica falou "você não tem endometriose. eu sou especialista nisso, você só tem alguns cistos, mas endometriose não!!!" Que eu fiz de mirabolante pra isso acontecer?? Minha alimentação!!! 😍 Comida de verdade CUROU minha endometriose. E acho que nem Hipotireoidismo eu tenho mais. Meu corpo está sendo curado pela alimentação, pelo meu estilo de vida!!!!!🙏 Eu tinha carteirinha da bayer pra ter desconto no veneno. Hoje quebrei, e me sinto muito muito muito bem!!! Quanto dinheiro jogado fora na indústria que quis me manter doente. Não caiam nessa! Comida de verdade é o caminho!!!!!


Voltei à médica em maio, relatei tudo que eu estava sentindo. Ela me disse que a pílula tratou minha doença e me pediu pra fazer o exame intravaginal pra ver como estava minha endometriose. Entenda, existem vários graus de endometriose, antes de sair dizendo que eu não tinha. Tinha sim, olha como eram meus sintomas lá em cima no texto! Além do que não havia menstruado mais, fiquei bem preocupada mas achei que seria parte do processo.

Fiz esse post no instagram na época:

Bom, estou devendo o meu retorno aqui! Então vamos lá! Hoje fui na minha médica, e ela foi uma querida, ficou muito feliz pelos resultados! E embora tenha atribuído à pílula minha ausência de dor, também compreendeu que eu com minha intolerância ao glúten seria sim uma pessoa inflamada. Que tem pessoas assim, e eu claramente sou uma delas. Deixei muito claro que não quero e não vou tomar pílula nunca mais. Porque de verdade, sou outra pessoa sem. No entanto estou com ausência de menstruação e alguns cistos. Ela falou em sop, embora eu não tenha nenhum sintoma, exceto a amenorréia. Mas esperaremos mais um tempo (3 meses) pra ver se o corpo acorda pra vida. Mencionei que parece que meu corpo está viciado na pílula, porque não está sabendo funcionar sozinho.. Ela sugeriu progesta (alguém conhece?🤔). Talvez essa seja bioidêntica e consideravelmente cara, mas é aquela coisa, quanto não foi gasto com yaz todos esses anos né!?😠 Quanto à endometriose, ela me explicou que fez exames com um marcador lá que deu normal. Mas os outros exames que eu fiz (um que tem que ser de bexiga cheia) mostraram ela lá. Além dos sintomas óbvios. Também mencionou que endometriose pode ser leve com super dores, e que pode ser muito forte e sem sintomas. Vejo da seguinte maneira, exame nenhum anula o que a gente sente (ou sentia🙏). Com o hipotireoidismo foi parecido. Tsh baixou de 7 pra 3 numa época (hoje está 1,0= eurotireoidismo 🙌) mas eu continuava com sintomas, porque somos um resultado que depende do equilíbrio de um todo. Eu sou uma estudiosa/curiosa/pesquisadora no assunto porque eu me vi perdida e sem saída. Um dia falo sobre isso no snap. Então eu entendo muito do que eu tenho, e entendo mais ainda de como me sinto. E como falei, me sinto ótima!


Enfim, fui lá no exame e estava apreensiva pra saber o que estava acontecendo. A médica percebeu e perguntou: "Você quer saber alguma coisa?" e eu falei "Sim, quero saber como está minha endometriose." E ela prontamente falou "Que endometriose? Não tem nada aqui!" e eu fiquei estupefata e perguntei "Sério?? Como assim?" e ela explicou que não tinha nada, que eu deveria ficar tranquila porque ela é especialista em tratamento de endometriose e que ela tinha certeza que não tinha nada! Fui bege pra casa.

Aí voltei na médica com os exames, novamente ela atribuiu a cura ao anticoncepcional.
Comentou que pela minha menstruação não ter voltado, eu deveria tomar progesterona. Fiquei confusa, isso não é remédio pra alguém na menopausa? Me arrisquei e não tomei!
Entrei em contato com o querido Doutor Barakat sempre muito atencioso que me explicou que meu corpo, um ex-viciado em pílula iria demorar, mas que iria caminhar sozinho novamente! Não deu outra, voltei a menstruar em julho! Sim, 4 meses sem funcionar. E valeu  a pena! De novo, sem dor, sem cólica, sem nenhum dos sintomas que eu citei no primeiro parágrafo!

O último post que eu fiz no instagram de 10 meses sem pílula foi esse:

Boa tarde paleofriends! Tudo bem?  Quem me segue no snap paleomadame já sabe quantas vezes eu falei sobre isso: tirar a pílula. Contei minha trajetória em pedaços e criei a hashtag #byebayer pra ajudar a encontrar os posts anteriores! Fato é, que eu precisava escrever novamente sobre isso. Principalmente porque já fazem 10 meses sem esse veneno na minha vida. Esse post é um fechamento do meu aprendizado nesse período. São questões que mulheres podem estar lidando agora e não entendem muito bem! Acontece que em fevereiro eu parei com tudo. Tive a menstruação da pausa e depois não tive mais! Entrei em desespero, mas quem tem amigos tem tudo! Entre buscas nos sites que eu sempre me oriento, o querido @doutorbarakat (melhor médico ever, que segue o que eu acredito: mind, Body and soul🌟) me ajudou muito em tantas dúvidas! Ele me parabenizou por ter saído da matrix, e me falou que o meu corpo um ex-viciado na pílula iria demorar mas que iria reaprender a funcionar sozinho. Isso me aliviou muito e não fui nem atrás de tomar progesterona. Deixei meu corpo livre e assim em julho ele caminhou sozinho! Voltei a menstruar. Queria te dizer que foi normal, mas pra mim não foi! Foi surreal! Quem diria que seria possível menstruar sem dores horríveis, sem coágulos, sem ser por uma semana? Sem tomar remédios? Sim é possível! Minha menstruação hoje dura 4 dias de muito. Um dia com fluxo mais forte e outros dias muito tranquilos. Posso registrar aqui também a diferença na academia. Hoje com uma testosterona não zerada vejo resultados, celulite diminuiu consideravelmente!! Tudo só foi possível porque esse estilo de vida de comida de verdade me fez questionar. E que eu devo levar a vida da maneira mais natural possível! Não é necessário nada além de seguir o que nosso corpo foi feito pra fazer! Comida de verdade é o caminho. E vitamina D, sim estou suplementando e minhas unhas são outras. Quem tem hipotireoidismo sabe do que eu estou falando, mas isso é um outro assunto! Estou muito feliz com os resultados. Espero ajudar mais pessoas. Gratidão!


Bom pessoas, e aí que agora em janeiro de 2017 falta um mês pra completar um ano dessa escolha.
O que eu achei de tudo isso?!
Foi na hora certa. Como tudo da nossa vida, embora a gente não entenda.

Essa transformação espiritual, mental, física começou a me dar mais saúde do que nunca. E pensar que eu virei Paleomadame só com intuito de uma cetose..rs Que aliás, não funcionou pra mim!

Enfim, meu conselho é teste. 
Sério, isso é o que mais importa na vida: autoconhecimento. Eu fui percebendo o meu organismo diferente e confiei nele e não me arrependo!
Tirar pílula me deu mais resultados na academia, sumiu com boa parte do inchaço em forma de celulite, me deu um ânimo novo na vida. Me sinto tão bem!

Espero que mais mulheres se identifiquem com a minha história e entendam que o #ladopaleodaforça é muito mais do que as pessoas imaginam.

Gratidão!

Bisous,

Paleomadame









2 comentários:

  1. Olá Paleomadame!
    Sou nova aqui, e te sigo no snap desde que a Mi de Simone falou de ti, há poucos dias.
    Então, coloquei o diu há quase 1 mês (segunda-feira completa) e eu não menstruei ainda! Fiquei preocupada, mas depois desse post to mais tranquila!
    Obrigada pelos depoimentos <3

    ResponderExcluir
  2. Você não sabe como esse POST vem me dar um empurrãozinho... Tenho 47 anos, estou pré diabética, com SOP desde sempre, e hj com alguns miomas no útero que me fazem tomar elani28(similar ao gás) continuamente e saindo de uma depressão e ainda com alguns sintomas mas sem desejo algum de voltar a.tomar antidepressivo.
    Tentando mudar meu estilo de vida, minha alimentação pq a vida está dando porrada na minha porta. Nunca tinha tido vontade de parar o anticoncepcional pois com a SOP eu tenho cólicas horríveis e minha pele fica horrível de tantas espinhas, mas hoje apesar de todos Os possíveis problemas que terei se parar de tomar, eu muito propensa a fazer isso, principalmente depois do seu relato.
    Sempre achei que minha baixa libido era algo natural, como a minha personalidade, porque comecei a tomar anticoncepcional antes de iniciar minha vida sexual, hj ela está zero e acredito que ela possa voltar se parar o anticoncepcional, to morrendo de medo de ter uma hemorragia mas preciso voltar a viver, e sexo é vida. Obrigada pelo seu depoimento. ��������

    ResponderExcluir