Translate

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Maternité - Gravidez e relato de parto normal

Olá paleosociété!
Tudo bem com vocês?
Quanto tempo né??

Fato é que meu souvenirzinho lindo de Paris chegou! Sim, a Paleobabygirl!



Estou muito apaixonada e vivendo um puerpério maravilhoso de muito amor e alegria! Sim, é cansativo mas isso fica para um próximo post!! Porque eu escrevo demais, você sabe! rs

Mas mais do que relatar o dia do parto em si, eu quero te mostrar como o universo está dando sinais pra gente o tempo todo! Para que possamos mudar o nosso caminho, seguindo sempre a nossa intuição!!

Sempre quis parto normal. Minha vó pariu todos filhos em casa, minha mãe teve parto normal com violência obstétrica (episio desnecessária) e eu sabia que o parto normal era o melhor caminho.

Me informei muito, me empoderei para ouvir e ignorar os seguintes comentários: "Nossa, que corajosa!", "Nossa, eu não faria isso, é arriscado pro bebê"?!
Li muitos relatos de parto, sabia que poderia ser diferente do que eu gostaria. Mas minha primeira opção sempre foi o parto normal. Mesmo tendo medo, mas a natureza é tão perfeita que a gente nem imagina!! Nosso corpo foi feito para isso, para parir.
Cesárea como uma medida emergencial, não como primeira opção.
Sempre falava "Quero que minha filha faça seu próprio mapa astral", jamais escolheria uma data, quis que ela viesse quando estivesse pronta.

Me senti perdida com essa coisa toda de achar médico pra fazer meu parto. Primeiro tentei a médica de sempre (aquela que me mandava tomar yaz sem parar e que falou que seria difícil engravidar por conta da endometriose.. olha os sinais do universo e eu ignorando...!) No começo ela não tinha horário, dei uns googles marquei outros médicos, mas no fim ela me ligou dizendo estar disponível.

Comecei a me consultar com ela e desde sempre falava que queria parto normal. Ela nunca me pareceu confiante para isso, sempre falava que só na hora e blá blá blá..e que usava fórceps. Esse negócio do fórceps não saía da minha cabeça. Minha vó falava "Essa que é a médica que fará seu parto?" e eu sempre respondia "Não sei vó!". Intuição, universo, instinto!

Um belo dia, estava com 28 semanas e fomos pra consulta (Fomos, Paleomarido lindo sempre presente <3 ). Naquele dia havia levado a eco em que víamos o rostinho dela, coisa mais linda.
Na consulta, insisti no parto normal, perguntei da massagem pélvica e aí essa médica falou isso pra uma grávida de 28 semanas:

- Então, sabe aquele dia que eu desmarquei a consulta? Foi porque a mulher queria parto normal. Aí demorou muito até que saiu a cabeça do bebê, no que saiu a cabeça não aconteceu nada. Mas aí saíram os ombros e rasgaram ela até o ânus, e ela agora terá incontinência fecal pro resto da vida.

Fiz cara de paisagem, não ligo. Rasgou, costura. Importante é a bebê estar bem, pode me rasgar da cabeça aos pés, só penso nela. Meu marido apavorado já me imaginava defecando pela casa sem controle do meu esfíncter! Um absurdo!
Mas ela não havia ME atingido. Até que ela soube como, ela falou:

-Olha, eu me considero uma ótima médica. Mas eu tenho um colega que ele é muito muito bom e aí ele estava fazendo um parto normal aí precisou de fórceps. Aí o fórceps lacerou o rosto do bebê e foi parar na uti.

PÁ. Ali ela me atingiu, comecei a passar mal. Ela acabara de ver a foto do ultra do rostinho da minha filha e falou isso?? Nossa! Saí dali com a certeza de que nunca mais voltaria.
Ela queria cesárea a qualquer custo, eu sempre tive esse feeling...Mas naquele momento eu tive certeza. E se antes eu já não sentia muita confiança, ali eu soube não era pra ser.

Tive que achar um médico com urgência. Contei tudo no snap, talvez não com esse detalhamento que eu estou dividindo agora.. Paleosociété me ajudou muito, me deram inúmeras indicações.. Uma delas eu lembrei que minha amiga havia tido um parto lindo, perguntei o nome do médico e era aquele mesmo que eu havia pesquisado e recebido indicações. É ele!

Marquei a consulta e ele me passou muita calma e sabedoria no que fazia. Foi ali que eu tive certeza que ele era o médico que faria meu parto. Meus exames todos normais, bebê ganhando peso, perfeita, saudável, crescendo...tudo lindo!

Conversei com ele da massagem do períneo e ele falou pode fazer, sobre atividade física, sobre o parto em si, o parto normal! Ele tirava todas as minhas dúvidas e me passava confiança no que fazia. O que pesou financeiramente foi ter que pagar a exclusividade e a Doula (o plano não cobre), mas eu sabia que era o que eu precisava fazer. Dessa vez eu falava, sim, ele fará meu parto.

Bom, como alguns de vocês já sabem, tive uma gravidez maravilhosa!
Tive muitoooooooooooooooooooooos rs enjôos no começo até os 4 meses mais ou menos, parei de treinar pois ir pra esteira era estar em um barco viking, tamanha a náusea! rs
Depois dos meus enjôos do início voltei a ir pra academia. O que mudou no meu treino? Exercícios de sempre: muito agachamento e exercícios para as pernas, fortalecimento do braço.. Mas sem exercícios intensos (hit), pulos e claro, abdominais!
Sempre orientada pelo meu professor da academia que montava meus treinos conforme a gravidez avançava!

Passado o momento barco viking, voltei a treinar bem feliz com minha mini barriga (fui parecer grávida mesmo depois dos 7 meses!rs).
Treinei até a 36ª semana pois o inchaço dominou master e meu tênis não entrava mais.
Aliás, o inchaço começou só nessa semana! Considerando que eu trabalhei em pé dando aula o dia inteiro até a 38ª semana, nada mal né?!
Não me pergunte quantos quilos eu engordei, sabe que balança me faz mal então eu ignorei a existência dela! Mesmo porque eu estava engordando de uma pessoa, não de comer em excesso.. Aliás. no final da gravidez eu mal conseguia comer porque minha "bariatriquinha"..rs estava morando em cima do meu estômago.. Então um tico de comida já me enchia master! Já agora, na amamentação estou com fome de 400 mendigos, mas isso fica para um próximo post também! rs!

A data provável do parto era dia 11/04, há quem achasse que viria no dia 31/03 (aniversário da Torre Eiffel), na páscoa, etc...muitas luas se passaram e nada!
Devido ao inchaço e ao meu dia a dia muito doido e cansativo, peguei atestado de 2 semanas (As pessoas na escola me viam e falavam "O que você está fazendo aqui ainda?!", mas é aquela coisa, gravidez abençoada, me sentia bem. Com a menor bexiga da face da terra..rs mas super bem!)

Então com o atestado o inchaço sumiu, porque eu fiquei em casa descansando e a expectativa de ver o rostinho da Paleobabygirl aumentava...

Então começaram as consultas semanais né? Cada semana uma expectativa, mas meu médico sempre falou "Trabalho de parto é lá pelas 39, 40 semanas. Antes disso é muito difícil!" ainda ao final de cada consulta ele brincava "Até a próxima consulta ou a qualquer instante, que venha na hora do domingão do Faustão que aí a gente não perde nada!" rs Um querido, tenho enorme carinho e admiração pelo meu médico.

Chegamos nas 39, 40 semanas. 40 semanas e nada. Pela primeira vez ele perguntou se eu queria fazer o exame do toque para verificar a dilatação: 1 cm apenas. Colo do útero macio..
Eu não tinha mais consulta marcada, fizemos um encaixe, pra dia 16/04 às 15:30 da tarde pra vermos o que faríamos. Eu combinei com o meu marido que esperaríamos até 41 semanas, depois disso eu não me sentia segura. E que claro, faríamos uma indução antes de qualquer cirurgia.
Eu falei que não queria vir nessa consulta, não queria ter que forçá-la a sair do meu corpo.

As pressões já estavam insuportáveis "Quando esse bebê vem?" "Não vai nascer não?" "Quantas semanas você está 50?" etc. Parto normal é assim, e num mundo que as pessoas são mega imediatistas e impacientes é esse o resultado.

BOM!Aí que dia 15/04 eu desencanei de vez porque afinal eu tinha consulta marcada mesmo. Então não estava no controle da situação, aliás, como a gente sofre por antecipação nessa vida né? Não vale a pena!
Foi um domingo bem relax.. Recebemos a visita da família em casa, assistimos "Touro Ferdinando", "A vida é uma festa" e "O pequeno chefinho".
Estávamos nos preparando para essa vida de baby com tantas referências ao mundo infantil?? Hum...talvez!? Fato é que relaxei, e talvez fosse isso que eu precisava. Esquecer as cobranças, o medo de passar de 41 semanas e simplesmente deixar meu corpo agir como a natureza mandava.

E então foi o que aconteceu! Era meia noite e pouco e comecei a sentir uma dorzinha na lombar.. Miga, eu que tinha cólica de endometriose fiquei foi na dúvida se aquilo era mesmo uma contração...rs! Sabe nada inocente, era só o começo!!rs
Então mandei mensagem pra minha doula, porque eu nunca fiquei grávida antes. Eu realmente não sabia o que esperar de um parto, sabe?
E ela foi me orientando..pedindo pra eu observar o tempo, se a barriga ficava dura e tals.. E aí eu fui fazer xixi e saiu um líquido rosa, comecei a tremer. Ah sei lá né, de novo, nunca fiquei grávida antes!rs

E aí ela falou que poderia ser a bolsa, tampão..e que estava tudo bem. Mas que se fosse a bolsa iria vazar mais líquido. Pediu pra eu deitar de lado por 10 minutos e aguardar..se fosse o caso eu deveria ir pra maternidade para ser avaliada pelo plantonista e se não for a bolsa iria voltar pra casa e aguardar! Aí fui fazer xixi e saiu mais líquido! Ouvi um "ploc"!!!
Minha bebê estava chegando!!! <3

Que alegria!! Ela disse pra eu tomar um banho, comer alguma coisa e ir!
Não quis comer nada e ia direto mesmo.. Coloquei uma calça, uma blusa e estava colocando um tênis..
De repente.. Genteee! Só deu tempo de sair correndo em direção ao vaso de calça mesmo.. Saiu muito muito muito líquido!!!!Ensopou a minha calça!! Tomei um banho e coloquei um absorvente pós parto porque continuava saindo muito líquido da bolsa!
E aí tivemos a certeza que era a bolsa mesmo!! As contrações aumentavam exponencialmente mas mesmo assim, fui sorrindo pra maternidade!
Detalhe: ela sempre me falou que a bolsa quando estouraria não sairia tanto líquido assim, que nem filme! Que aquilo era uma maneira visual de mostrar o início do trabalho de parto. Masss, como sou esquisita mesmo foi igual filme. Galão de 20 litros mesmo! rs!

Paleomarido bem lindo ficou nervoso, não sabia o que fazer direito. Incrivelmente calma, fui até o quartinho dela, peguei a bolsa da maternidade, a bolsa dela...e fomos! Estava muito frio naquele dia 13 graus..

Chegamos na maternidade, fui avaliada pelo plantonista que fez o toque: 1 cm de dilatação e as dores começando a ficar muito muito piores. Fui direto pro antibiótico pois meu gbs deu positivo e as 3:00 dei início ao meu internamento.
Saí da sala já com look maternidade e ainda saindo muito líquido!

Optei por pegar um quarto particular e fui pra lá. As contrações foram ficando insuportáveis.
Chuveiro, massagem, respiração.. Nossa, eu não sabia que seria tão power! Mas vamos lá né, era o sinal de que minha filhinha estava chegando!
Não lembro o horário, aí meu médico fez o toque pra ver como estava a minha evolução.. 3 cm. Eu estava morrendo de dor, urrava e só 3 cm.
A dor foi tanta que aí eu passei mal. Ali eu vi que havia atingido meu limite e pedi analgesia.

Minha doula sempre falou que eu tinha que lembrar com alegria do meu parto, olhar pra bebê e não sentir raiva ou trauma desse momento.
Eu sempre tive muita consciência disso e quero deixar a dica pra vocês também!

Cada mulher tem um parto diferente da outra!
 Não adianta, eu estava com muita contração de 1 em 1 minuto e pouca dilatação. Tem gente que já estaria em 8, 9 cm com esse intervalo de contrações sabe??
Queria muito um parto natural, me preparei muito pra isso. Não aconteceu, não me culpo, não culpo a minha bebê. Aliás, taí uma palavra perigosa da maternité: culpa.

Enfim, fui pro centro cirúrgico e tomei a analgesia..! Gente, analgesia é vida! Poderia ficar em trabalho de parto por 100 anos fácil!rs!
Dói tomar a analgesia, é bem no meio da coluna, então oi, dói master. Mas dói menos que a contração sem dilatação, trust me!

A gente fica sem sentir os glúteos e as pernas, bem doido mesmo! Mas depois começa a sentir que tem pernas novamente.
Meu médico, a doula, meu marido.. Nós naquele centro cirúrgico dando risada, falando de youtuber e tudo mais.. Eu estava muito tranquila com a certeza de que tudo daria certo no final.

Voltei a sentir as pernas, agachamento, bola.. mais 20 litros de bolsa saindo..rs
A dilatação estava completa, porém a minha menininha não descia..até que ela começou a descer.. Mas não saía!
Fiz muita força, mas não lembro de dor nenhuma..
Até que meu médico me falou o que eu menos queria ouvir: "Olha, a cabecinha dela está de lado, vou ter que usar o fórceps ou então acaberemos na cesárea. Tudo bem?"
Eu olhei pra ele e falei "Tudo bem Doutor, confio em você!"
Ele usou o fórceps e aí fiz mais forças (o efeito da analgesia passando e eu senti as contrações!)..e daí nasceu minha bebê!
Perguntaram se eu queria espelho pra ver, mas eu sou impressionada e nem olhar a veia saltando na hora de tirar sangue eu olho..Então preferi não ver! rs Tá vendo? Tudo é escolha! A gente tem que se conhecer bem pra saber o que dá certo e o que não dá!

Paleomarido falava pra mim: "Amor ela está nascendo!! A Paleobabygirl tá nascendo!" E viu ela nascer! Foi lindo! 9:53!!!
Para melhorar, o pediatra dos sonhos estava no plantão bem na hora e agora já é pediatra dela pra vida! Ela veio direto pro meu colo, só que não mamou. A Doula falou que nem todo bebê sai direto mamando e que a gente tem que respeitar o tempo dela.
Paleomarido então a levou junto com o pediatra, deu tudo lindo! Uma bebê perfeita!
40 semanas e 5 dias...!
3.620 kg, 51 cm! Comprida, linda! Quase maior que eu com meus 1,62! rs
Apgar 8 e depois 9!

Assim que ela nasceu, olhei e minha barriga estava RETA! Doido isso né?? Depois vai ter post do corpo no meu pós-parto normal!

Tive laceração natural de pele e mucosa e levei uns pontinhos, nada grave! Nem senti dor!
Incrível como nosso corpo é sábio né?
Fiquei esperando 400 mil anos luz num corredor pra poder ver minha filha novamente, mas assim que me levaram ao quarto, tomei banho e ela veio! Que sensação, não foi um sonho.. ela realmente estava ali!
Com o auxílio das enfermeiras, foi colocada pra mamar o colostro.. aliás mais um post aí pro futuro só sobre amamentação!!

Ficamos 2 dias na maternidade porque é o procedimento, viemos pra casa...E deu tudo certo! Sou muito abençoada!

E aí que eu escrevi uma boa parte desse texto com meu pacotinho de amor: mamando e agora dormindo bem fofa no sling!

Porque somos lacradoras de société e conseguimos fazer tudo!
A palavra é confiança! Confie em você, na sua equipe, no seu corpo, na sua bebê, na natureza!
Se informe, se empodere.. na sua gravidez, no parto, no puerpério.. na vida!!! =)

Tenho bilhões de posts pra escrever, mas espero que esse, assim como os outros no meu blog ajudem alguém de alguma maneira!

Gratidão por ler tudo,
Eu deveria escrever um livro além de e-books?!rs

Bisous,

Paleomadame <3